Renovação da cena gourmet

Foi-se o tempo em que comida elaborada e bem-feita em ambientes charmosos e bem-montados – e com bom atendimento – era privilégio da zona Sul de Belo Horizonte.

A cidade cresceu muito no turismo; a cena cultural hoje é muito diversificada; e o nível de informação é cosmopolita, o que implica também numa gastronomia arrojada, que mostra personalidade e qualidade.

Sapucaí

Na rua Sapucaí, no bairro Floresta, duas boas novidades são o Dorsé (Dorsé Bar e Restaurante/facebook) – nome que faz referência ao célebre museu d’Orsay, de Paris – e o Gruê (Gruê Tapas e Restaurante/Facebook).

Ambos com grande movimento de público entre o descontraído e o antenado, o Dorsé traz, num clima de bar descolado, opções de petiscos e pratos como o nome sugere, sem fazer necessariamente cozinha francesa.

Já o Gruê tem um ambiente aconchegante, cosmopolita e charmoso, com serviço excelente de garçons que atendem as mesas também falando em inglês, boa carta de vinhos e cervejas artesanais e pratos bem-executados a ótimos preços, como o bolinho de arroz, o palmito pupunha na manteiga de ervas, a seleção de bruschettas, as opções de hamburgueres com carne no ponto certo e as sugestões do dia, como camarão ao curry ou a jambalaya de New Orleans.

Santa Tereza

Em Santa Tereza, o Auguri (www.pizzariaauguri.com.br) é uma boa surpresa como restaurante italiano, com ótimas pizzas e pratos bem-executados, bons serviços e preços.

Embora já esteja aberta há cerca de dois anos, muita gente ainda não conhece a Bagueteria Francesa (Bagueteria Francesa/Facebook) no quarteirão fechado da avenida Santos Dumont, próximo à praça da Estação.

Com pães desenvolvidos por um boulanger francês, a casa tem estacionamento para os clientes e oferece uma excenlentes baguete e pães, como os de queijo brie com damasco, figos e castanhas, azeitonas, gotas de chocolate e recheado com goiabada, além de um empório com produtos como molho barbecue de beterraba e berinjela trufada.

Mercado Central

No item padaria, a Du Pain (Du Pain/Facebook), no Mercado Central, tem também opções deliciosas como o pão de queijo canastra e ervas, o de chocolate e castanhas e o de nozes e gorgonzola, além dos bolos inglês e o de milho – que na verdade está mais para um fondant.

No empório da casa estão disponíveis produtos como geleias da serra da Estrela, de Portugal, doces de leite e chás especiais.

Falando em Mercado Central, a Roça Capital (www.rocacapital.com.br) é hoje parada obrigatória para a degustação de queijos artesanais de Minas Gerais e São Paulo, café coado na hora e o excelente pão de queijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *