Saindo do Forno

Salada de Polvo

Prato único de simples preparo, ótimo quente, frio ou em temperatura ambiente, a salada de polvo tem inspiração veneziana.

PREPARO:

Os tentáculos de polvo são cozidos por 1 hora ou até estarem macios (mas não moles).

Depois são fatiados.

Cozinhe batatas ao mesmo tempo, em outra panela.

Depois, numa frigideira grande refogue no azeite o polvo, as batatas em fatias, tomates, alho, salsão, um pouco de aliche e alcaparras (um pouco de azeitonas verdes são também bem vindas) e ao final tempere tudo com sal, pimenta-do-reino, um pouco de vinagre de vinho e aceto balsâmico.

Foi uma das oito etapas da aula Aperitivo, inspirada nos bares dos hotéis do norte da Itália e do hábito da bebida e dos brindes no começo da noite.

Gâteau de Fubá

Ficar em casa é um oportunidade para nos conectarmos com coisas simples e ressignificarmos nosso dia a dia. O ato de cozinhar, seja o nosso próprio alimento ou para quem vive conosco, traz sentido para estes momentos. Muitas receitas são simples, tem bom custo e são deliciosas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Dentre as minhas criações na aula de Gastronomia este “Gâteau de Fubá” é uma das minhas preferidas; Segue a receita para um Gâteau feito numa fôrma de bolo inglês (rende 12 fatias boas) ou em 8 cumbuquinhas individuais:

PREPARO:

• aqueça em banho-maria 240g de catupiry com 150g de manteiga sem sal, 1/2 xícara de óleo de coco, 50g de queijo Minas meia-cura ralado e 1/2 xícara de açúcar; Misture até obter um creme homogêneo; ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
• Acrescente 5 gemas de ovo (uma de cada vez) e misture bem;
• Em seguida, acrescente 1/3 xícara (chá) de fubá de moinho d’água;
• Retire do fogo e com acrescente, mexendo bem, 5 claras batidas em neve;
• Unte a fôrma com o óleo de coco ou manteiga e coloque a massa preparada;
• Asse em forno preaquecido em 180° por 35 a 40 minutos;
• Retire do forno, espere esfriar, desenforme e sirva com calda leve de goiabada, ou doce de leite(como na foto) e salpique por cima pó de paçoquinha!

Bacalhau Assado

Preparado em uma única travessa, as postas de bacalhau vão sob uma cama de cebolas e batatas em rodelas finas, regado a azeite e acompanhados por tomatinhos e três pequenas cabeças de alho sem a tampa (ambos irão confitar dentro do forno).Ao final, é só adicionar brócolis já cozidos de preferência no vapor e corrigir os temperos com sal e pimenta-do-reino.

Gnocchi Gratinado com Capuccino de Funghi Porcini

Gnocchi gratinado com capuccino de funghi porcini e parmesão. Outra ótima idéia para dias mais frios.

PREPARO:

Para o capuccino de porcini doure 1 cebola e 1 colher(sopa) de alho picados em 2 colheres(sopa) de manteiga.

Em seguida acrescente 40g de funghi porcini previamente hidratado por 20 minutos em água morna.

Coloque 1/2 xícara de vinho branco seco e depois 1 xícara de creme de leite fresco.

Tempere com sal e pimenta-do-reino e bata no liquidificador.

Cozinhe o gnocchi e leve ao forno para gratinar com o “capuccino” (a cor e a aparência lembra o capuccino italiano) e o queijo parmesão.

Na aula de Whiskies Harmonizados ficou ótimo com o Jameson Ipa Edition.

Um vinho tinto mais encorpado e estruturado e de boa acidez também funciona aqui muitíssimo bem.

Batata Frita Holandesa

Esta batata frita holandesa simplesmente não dá para parar de comer. A receita é inspirada na Indonésia, que foi colônia holandesa.

 

PREPARO:

Com um molho à base de pasta de amendoim, shoyo, alho, samball (por aqui pode ser substituída por um molho de pimenta adocicado), maionese e cebola. A batata deve ser frita por 2 a 3 vezes para ficar absurdamente crocante e macia por dentro.

O nome do prato quer dizer “Batatas da Guerra”, mas a paz de espírito que traz é divina.

Gâteau de Pamonha

Um bolinho bem brasileiro na receita, todo feito no liquidificador, que parece uma broa mas que pela proporção dos ingredientes ganha sabor e textura de pamonha. Delicioso com um café como nas melhores tradições mineiras e brasileiras mas também vai bem com um vinho colheita tardia.

PREPARO:

A receita é 1 xícara de cada ingrediente com exceção dos ovos.

Bata no liquidificador 1 xícara (de cada) de fubá, leite, milho verde cozido e óleo de milho ou girassol com 3 ovos.

Acrescente a mesma proporção (1 xícara) de queijo meia cura ralado, açúcar e 1 colher(sopa) de fermento em pó.

Polvilhe fubá e borrife um pouco de água em forminhas individuais e asse em forno pré aquecido em 200° por entre 30 a 40 minutos ou até os bolinhos estarem dourados e enfiando dentro um palito, este sair limpo.

Espere esfriar um pouco, desenforme e sirva acompanhado de natas.

Simples e delicioso!

Crumble de Peras

O Crumble de Peras com Castanha do Caju, Amêndoas, Granola e Açúcar Demerara, é uma receita simples, de preparo fácil e extremamente versátil, em que a Pêra pode ser substituída pela fruta que quiser!

PREPARO:

Cozinhe 2 peras descascadas e fatiadas ao meio com 4 colheres (sopa) de manteiga e 3 colheres de açúcar, de preferência mascavo.

Depois de uns 15 minutos estarão deliciosamente macias e carameladas.

Num pote misture as castanhas você tiver com um pouco de manteiga para dar liga.

Aqui usei castanhas do caju, amêndoas e um pouco de granola.

Coloque esta cobertura sobre as pêras e seu caramelo e asse por uns 10 minutos. 😋

Estrogonofe de Frango

Flambado no Jack Daniels, com Worstershire Sauce (molho inglês original), mostarda Dijon, tomate confitado e creme de leite fresco.

Antes de ser desossado o frango foi cozido por 1 hora gerando um caldo com cenoura, cebola, salsão, alho-poró, louro, salsinha e tomilho.

E para finalizar já na coção final um pouco de vinho branco seco.

Acompanhando os clássicos arroz branco (aqui com um toque de azeite e um fundo de couve) e batata palha.

Fideuá de Cogumelos

Sensacional combinação de:

cebola roxa, alho, azeite, cogumelos, cabelinho de anjo amassado com as mãos (fica semelhante a batata palha), refogado e ligeiramente cozido com vinho branco seco.

Para finalizar pimenta calabresa, ervas a gosto e só.

Saudável, leve, de preparo rápido, uma boa ideia sempre.

Pastrami de Salmão

O Pastrami de Salmão é uma das técnicas de conservação de alimentos com resultados deliciosos.

PREPARO:

No primeiro dia o salmão fica coberto por uma mistura de sal grosso e açúcar mascavo claro (o dobro de açúcar em relação ao sal) e um mix de especiarias aquecidas em uma panela e depois processadas para virar um pó (sementes de coentro, coentro em pó, sementes de cominho, grãos de pimenta-do-reino preta).

Deixamos na geladeira num tabuleiro, o salmão coberto com plástico filme e com um peso em cima.

Depois de dois dias limpamos a marinada, passamos o salmão por poucos segundos na água da pia, secamos com papel toalha e o cobrimos com pinceladas de uma mistura de melado de cana, Kümmel e um toque de pimenta cayenna também ligeiramente aquecidos.

Em seguida embrulhamos novamente em um plástico filme e deixamos mais 24 horas na geladeira.

Parece complicado, mas na verdade é um preparo bastante simples, apenas um pouco demorado, mas as vezes é um bom exercício esperar 3 dias para o resultado final.

Depois é fatiar, servir ou guardar por mais alguns dias.

Na aula “The NYC Deli Show” provamos com a salada de ovos e mostarda, coleslaw, pão de centeio e pepinos em conserva.