Sopa de Pedras do Mar

A Sopa de Pedras do Mar foi o primeiro prato da aula “Comer como um Bispo”, que cita a cozinha conventual, especialmente a portuguesa. É bem sabido a tradição de comer bem nos conventos portugueses. A sopa de pedras é um clássico do país, teria sido criada por um frade e depois se tornou uma das histórias de Pedro Malazarte. Conta a lenda que o frade com fome começou a cozinhar água com pedra na praça de uma pequena cidade dizendo que faria uma “sopa de pedras”. A partir daí pediu um toucinho para dar sabor, feijão para enriquecer o caldo, linguiça para dar sabor e acabou criando uma sopa farta e nutritiva. Aqui para introduzir a aula onde alguns conventos foram citados, a Sopa de Pedras do Mar foi feita com 1 garrafa de vinho Sauvignon Blanc, 1 tablete de manteiga, camarões, polvo e lula previamente cozidos, tudo bem temperados e finalizados com cebolinha e brotos de coentro. Para acompanhar um bom pão integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *